Rogerio Dardeau

Rogerio Dardeau descende de uma família francesa de vinhateiros, estabelecidos em Montlouis-sur-Loire, há quase cinco séculos. É mestre em engenharia de produção pela UFRJ-COPPE, advogado, e estuda vinhos finos, especialmente a produção brasileira.

Segundo Bruno Agostini, que assina o prefácio do livro “Vinho e prazer”, “Esta obra, entre outras, tem a virtude de ser uma publicação didática, que apresenta aos leigos os fundamentos dessa bebida apaixonante. Dos aspectos históricos às terminologias; das castas, países e regiões às boas combinações com a comida. Porém, não reside aí o seu maior mérito.

Ao tratar do vinho brasileiro com ênfase e profundidade, Rogerio Dardeau traça o mais rico panorama na enologia verde-amarela já feito fora do ambiente acadêmico. Ao explorar esse universo de maneira exemplar e pioneira, agregando ainda uma síntese universal do vinho, ele nos brinda com um livro que é, ao mesmo tempo, didático e prazeroso, profundo e analítico – um volume fundamental nas bibliotecas de enófilos experimentados e leigos. E nas de enólogos e sommeliers também, é claro”.

 

Vinhos Brasileiros por Rogerio Dardeau

Vinícola INCONFIDÊNCIA

Publicado no Facebook em 25/02/2019
Paraíba do Sul, RJ – 2010

Há pouco mais de dois anos, postei aqui sobre visita que havia feito à Vinícola Inconfidência e sobre a excelente impressão que havia tido dos dois vinhos degustados.

De lá, para cá, tenho acompanhado o trabalho da família Aranha, colheita a colheita. Reparei que José Cláudio Aranha veio aprendendo sobre as influências de clima e solo da área, em cada vinífera e, com os técnicos, veio desenvolvendo os recursos de manejo dos vinhedos, adequados. Sem dúvida, se trata da definição de um novo terroir.

Além disso, todas as formalidades necessárias à entrada em operação comercial foram muito estudadas e cumpridas. A vinícola elaborou vinhos em 2015, 16 e 17, nas instalações da EPAMIG, em Caldas, MG. No ano de 2018, não houve vinificação. A casa se preparava para uma nova fase.

Entraram em cena dois conceituados nomes: o agrônomo Mateus de Oliveira Meira e o enólogo Mario Lucas Ieggli. Enquanto isso, erguia-se a cantina, com todos os cuidados técnicos. Em 2019, quando o ciclo se completar, no próximo inverno, a colheita será integralmente processada na origem.

Para quem duvidava da viticultura em terras fluminenses, acabo de apreciar quatro rótulos da safra de 2017 e constatar a evolução muito boa que tiveram.

O branco confirmando um perfil de Sauvignon Blanc untuoso, complexo, de aromas leves, e os tintos marcando jovialidade e características de leveza muito apropriadas ao consumo também no verão.

 

 

Inconfidência Sauvignon Blanc 2017 – 13,3%
Varietal a 100% da casta, que exibe uma bela cor amarela, brilhante, com tons citrinos. Os aromas nos remetem a frutas brancas e trazem o clássico maracujá, muito discreto. No paladar, a acidez está presente, tem bom volume, untuosidade e muito boa persistência.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Inconfidência Cabernet Franc 2017 – 13,5%
Parece-me, uma vez mais, que será a casta tinta emblema da Inconfidência. Com dois anos e meio, o vinho mostra um rubi brilhante. Os aromas passam por fruta vermelha em compota e agregam café e tabaco. No paladar, maciez, volume médio, persistência, em grande equilíbrio entre álcool e acidez.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Inconfidência Merlot 2017 – 13,3%
Varietal aveludado, envolvente, com marcas da tipicidade que, certamente, constituirão o perfil da casta em Paraíba do Sul. Bonita cor rubi, aromas doces de compotas vermelhas e final prolongado.

 

 

 

 

 

 

Inconfidência Rubro 2017 – 14,0%
Um belo corte entre Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon e Syrah. Exibe uma cor rubi intensa, brilhante. Os aromas são complexos e nos remetem a chocolate, cacau, café, especiarias. No paladar, tem boa acidez, o álcool está totalmente integrado, os taninos estão presentes, mas macios, o corpo é médio e a persistência muito boa.

 

 

A Vinícola Inconfidência está na propriedade da família Aranha, sob a orientação de José Cláudio e Ângela. Situa-se às margens da Estrada Real, rota do Caminho Novo, no limite do distrito de Inconfidência (antes denominado Sebollas, em Paraíba do Sul) e a localidade de Secretário, no distrito de Pedro do Rio, em Petrópolis. 

Saúde à família Aranha e a toda a equipe da Vinícola Inconfidência.